Como é possível transformar falsa sensação de segurança em uma estratégia efetiva e de resultados

Buscando alcançar maior segurança, é comum que as organizações, condomínios ou instituições invistam aleatoriamente em alternativas como monitoramento por câmeras, cercas elétricas, vigilantes etc. Se você se identificou, tenha calma! Vamos apontar a solução pra esse problema.
O que muitos enfrentam quando essas aquisições são feitas sem a devida orientação, sem a gestão de segurança e, portanto, um planejamento adequado, é uma realidade não tão segura quanto parece. É o que chamamos de “falsa sensação de segurança”.
Quando se imagina que instalar câmeras pode inibir ações criminosas, e que a contratação de um vigilante para a portaria de um edifício garanta que nenhum perigo possa acontecer, pode haver uma decepção.
Na verdade, a segurança deve ser feita com a junção dessas e outras estratégias, atuando como uma engrenagem. E toda engrenagem precisa ser montada e programada por um especialista. E é aí que entra o papel do gestor ou consultor de segurança, identificando os problemas, que normalmente envolvem liderança insuficiente, falta de tempo dedicado, sistemas defasados e descrédito dos usuários, para em seguida trabalhá-las.
Esse aperfeiçoamento é feito com metodologias próprias, além de práticas operacionais e administrativas por meio de conhecimento tático, técnico e liderança de pessoas e equipes.

Podemos dizer que a gestão de segurança atua em 5 fundamentos básicos:

  • Gestão de pessoas
  • Gestão de ativos
  • Gestão de conhecimento
  • Gestão de comunicação
  • Gestão de pendências

De forma geral, a gestão de segurança pode ser feita de modo exclusivo ou dedicado, e entre as atividades, irá analisar as vulnerabilidades, recomendar o melhor plano de ação, desenvolver projeto básico de segurança física e eletrônica, indicar e implantar processos operacionais, desdobrar conteúdo e métodos de capacitação, planos de metas e resultados, aprimorar o processo de recrutamento e seleção, entre outras estratégias.
Com a gestão implantada, a consequência será um ambiente realmente mais seguro, com a preservação de perdas e danos, um sistema de segurança profissional, recursos otimizados, a conquista do comprometimento dos colaboradores e implantação da memória organizacional, além do bem-estar de moradores ou colaboradores.

Durante os próximos textos, vamos conhecer melhor cada etapa dessa engrenagem, quais os problemas mais comuns e como é possível solucioná-los.

Consultoria técnica: Eytan Magal – CPP.

Kellen Reis
Jornalista MTB/SP 5758
Cabum Comunicação Empresarial

× WhatsApp Clique Aqui